quinta-feira, 22 de maio de 2014

De Mulher para Mulher

Você é ansiosa?


- Você é daquelas que não consegue viver sob pressão?
- Seu coração dispara quando olha o relógio?
- Acaba com o estoque da geladeira e nem sabe por quê?
- Quando marca uma viagem faz as malas uma semana antes?
- Está sempre correndo até mesmo quando não precisa?
- Fala muito rápido e percebe que os outros não acompanham seu raciocínio?
- Está sempre sofrendo, o coração dispara, sua frio, sem falar na dor de barriga nas horas mais impróprias?

Então continue lendo...

Todos nós podemos sentir ansiedade, principalmente com a vida estressante atual. Ela é mais constante na vida das pessoas do que você imagina. Dependendo do grau ou da frequência, pode se tornar patológica e acarretar muitos aborrecimentos posteriores, como o transtorno de ansiedade.

O que é a ansiedade?

Ansiedade é um sentimento vago e desagradável de medo, apreensão, caracterizado por tensão ou desconforto derivado de antecipação de perigo, de algo desconhecido ou estranho. A ansiedade e o medo passam a ser reconhecidos como patológicos quando são exagerados, desproporcionais em relação ao estímulo, ou qualitativamente diversos do que se observa como norma naquela faixa etária e interferem com a qualidade de vida, o conforto emocional ou o desempenho diário do indivíduo.


Como saber se estou ansiosa?

Muitas vezes os sinais de ansiedade são percebidos no corpo: O coração dispara, a mão treme, o suor corre pelo rosto e pelas mãos, dá dor de estômago, pode acorrer até diarreia. Alguns não conseguem respirar direito. Outros acham que vão desmaiar. Restam três opções: a pessoa pode se retrair, tenta ficar quietinha num canto e não faz nada, ou pode ficar agressivo e coitado de quem estiver por perto, ou a pessoa acaba com depressão por se sentir incompetente.



Existem três tipos de tratamento para os transtornos de ansiedade:
  • Medicamentos (sempre com acompanhamento e receita médica)
  • Psicoterapia com psicólogo ou médico psiquiatra
  • Combinação dos dois tratamentos (medicamentos e psicoterapia).
A maior parte das pessoas com ansiedade começa a se sentir melhor e retoma as suas atividades depois de algum tempo de tratamento. Por isso, é importante procurar ajuda especializada. O diagnóstico precoce e preciso da ansiedade, o tratamento eficaz e o acompanhamento por um prazo longo são imprescindíveis para obter melhores resultados e menores prejuízos. 

Texto Escrito pela Psicóloga Ada Melo para  o Projeto Virtuosas!
Direitos Reservados


Ada Melo - Psicóloga Clínica
CRP-04/33403

Blog: http://www.psiqueonlinee.blogspot.com.br/
Site: http://www.redepsicoterapias.com.br/
Fanpage: https://www.facebook.com/rede.psicoterapias

Consultório de Psicologia - Contagem - MG
Contato: 31 8885-2932
ada psique@yahoo.com.br

Comentários pelo Facebook
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário